Melhores drones

O drone é um dispositivo voador que pode ser controlado através do controle remoto. Ele foi desenvolvido para que o alcance das atividades de monitoramento e segurança seja ampliado, mas, por conta de seu desempenho, esses aparelhos começaram a funcionar para outros fins, como o de entretenimento.

Basicamente, seu uso principal diz respeito ao registro de imagens, mas existem outros fins que podem ser utilizados por produtos assim. A Amazon, grande empresa norte-americana, recebeu uma autorização recente que a permite entregar os produtos em ambientes urbanos. No mercado, hoje em dia, os diferentes drones possuem funcionalidades e recursos específicos conforme os desejos e as necessidades dos diferentes perfis de consumidores. Veja, a seguir, a lista dos melhores drones de 2020.

Melhores drones de 2020

1. Drone Dji Phantom 4 Pro 2.0 4k 60fps 20mp
2. Drone DJI Mavic Air 2 Combo Fly More
3. Drone DJI Mavic Mini Fly More
4. Drone DJI Mavic 2 Pro
5. Drone Multilaser Fênix 300 Metros - ES204
6. Drone Multilaser Hawk 150 Metros - ES257
7. Drone Multilaser Bird 80 Metros - ES255
Drone Dji Phantom 4 Pro 2.0 4k 60fps 20mp

1. Drone Dji Phantom 4 Pro 2.0 4k 60fps 20mp

Esse drone é um melhoramento de uma versão mais antiga. Possui um sensor de imagem de alta qualidade, redução do ruído da hélice e voa em quatro sentidos para evitar obstáculos. Sua velocidade máxima pode atingir até 45 mph (milhas por hora) no modo esportivo. Seu voo pode durar até 30 minutos e ser controlado com um controle remoto de display de 1080p.

Ver na Submarino Ver na Americanas
Drone DJI Mavic Air 2 Combo Fly More

2. Drone DJI Mavic Air 2 Combo Fly More

O DJI Mavic Air 2 foi feito para que várias aplicações sejam contempladas, em diversas áreas. Ele oferece diversos recursos e tecnologias, como de gravação e excelente qualidade de imagem em uma estrutura inovadora. Os voos do produto são inteligentes e seguros, com sensores de imagens, tempo máximo de voo de 34 minutos e duração da bateria do controle de 240 minutos.

Ver na Amazon Ver na Americanas
Drone DJI Mavic Mini Fly More

3. Drone DJI Mavic Mini Fly More

Esse drone promote um design compacto e podroso ao mesmo tempo. Ele possui um aplicativo relacionado, DJI, que faz com que o voo seja mais simples e com perspectivas únicas. Além disso, a aplicação para celulares faz com que o controle e pilotagem do aparelho sejam muito fáceis e práticos. Seu peso é de 249 gramas e ele é extremamente portátil. Ele possui um tempo máximo de voo de 30 minutos.

Ver na Amazon Ver na Americanas
Drone DJI Mavic 2 Pro

4. Drone DJI Mavic 2 Pro

Esse modelo de drone possui um sensor de 1 polegada, com maior qualidade de imagem e de emissão de luzes e cores. Sua câmera é ajustável e mais controlável e as fotos que são tiradas pelo equipamento são muito melhores, já que possuem um total de 20 megapixels de riqueza de detalhes através da tecnologia HNCS.

Ver na Submarino Ver na Americanas
Drone Multilaser Fênix 300 Metros - ES204

5. Drone Multilaser Fênix 300 Metros - ES204

O drone da Multilaser possui autonomia de 16 minutos de vôo divididos em duas baterias de 8 cada. Seu indicador de energia pode ser controlado através do controle remoto. Além disso, o produto vem com o estabilizador de voo, que torna a experiência mais prática e mais simples. Outra função importante é a follow me, que faz com que o aparelho siga seus passos.

Ver na Amazon Ver na Americanas
Drone Multilaser Hawk 150 Metros - ES257

6. Drone Multilaser Hawk 150 Metros - ES257

Esse drone, também da Multilaser, é destaque por conta de sua fácil mobilidade e transporte, já que ele é dobrável. Além disso, o produto possui a tecnologia FPV (first person view), responsável por permitir que você veja em tempo real o que está sendo filmado através do dispositivo conectado. Seu estabilizador de voo torna o drone mais seguro e mais fácil de ser pilotado.

Ver na Amazon Ver na Americanas
Drone Multilaser Bird 80 Metros - ES255

7. Drone Multilaser Bird 80 Metros - ES255

Também da Multilaser, esse drone dura 22 minutos voando e alcança a distância de 80 metros. Ele pode ser subido ou descido através da função de auto decolagem/pouso e o auto retorno faz com que ele retorne para perto do controle remoto. Guiá-lo é tarefa fácil, já que ele segue o botão controlado para qualquer direção.

Ver na Amazon Ver na Americanas

Como escolher o melhor drone para você

Existem diversos modelos de drone no mercado e, por isso, o processo de escolha do produto comprado precisa ser realizado com cautela, por conta das tecnologias e recursos que são disponibilizados por cada aparelho. Nesse sentido, observe alguns critérios que devem ser considerados na lista abaixa.

Drone com ou sem câmera

Nesse aspecto, existem drones com a câmera embutida, câmeras removíveis e substituíveis pelo usuário ou até mesmo modelos em que a câmera não consta. Ela é importante para usuários que pretendem usar o aparelho para alguns setores específicos, como de engenharia, agricultura e segurança. Elas podem ser também utilizadas para eventos e fotos aéreas.

Quando você escolhe um drone uma câmera, é importante observar a qualidade do acessório, que está diretamente relacionada ao preço do produto. Alguns drones mais profissionais possuem resolução de 4K, encontrada nas Smart TVs, enquanto outros produtos mais simples e baratos contam com uma resolução mais baixa.

Imagens profissionais precisam, em média, de uma qualidade de 20 pixels de câmera para boas fotos.

Tempo de bateria e autonomia do voo

Em geral, a bateria dos drones disponíveis no mercado dificilmente oferecem uma autonomia de mais de 25 ou 30 minutos de uso. Os mais baratos possuem uma autonomia ainda menor, de 8 ou 10 minutos.

Essa capacidade de suportar mais tempo com uma carga faz com que sua operação fique mais fácil como piloto, pois você poderá obter melhores resultados em um maior intervalo de tempo.

Alcance máximo: altitude e longitude

O alcance máximo, definido pela altura e distância máximas que podem ser alcançadas por um aparelho, dos drones está diretamente ligado a autonomia de bateria dos modelos. Isso também tem a ver com a legislação de cada país.

Alguns produtos podem atingir até 7km, mas interferências e torres de comunicação podem diminuir essa capacidade.

Câmera: resolução, fps e megapixels

Os modelos mais caros do mercado dos drones possuem uma resolução maior da câmera. Quanto maior o número de megapixels, maior a qualidade das imagens obtidas. Se você pretende adquirir um drone para uso profissional, por exemplo, é interessante observar um valor maior que possa conferir uma resolução melhor às fotos tiradas pelo produto.

Suporte para Go Pro Hero e outras câmeras

Na hora de escolher o modelo de drone, você precisa avaliar se quer uma câmera embutida ou tem disponibilidade de adicionar o acessório ao aparelho posteriormente. Apesar de alguns modelos já terem essas câmeras no próprio aparelho, alguns drones podem ser acoplados com uma Go Pro Hero, uma câmera portátil de alta qualidade. Além dessa, existem outros modelos de “action cam” com design similar e que cumprem a função dos registros desejada pelos usuários.

Melhores marcas: DJI, Xioami e Multilaser

Atualmente, o mercado de drones vem crescendo quando novos modelos são lançados. As principais marcas, mais conhecidas e já com atestado de bom custo-benefício e de qualidade dos produtos são DJI, Xioami e Multilaser. Enquanto a primeira é responsável pelo lançamento de produtos mais sofisticados e completos, normalmente voltados para uso profissional, a Xioami e a Multilaser contêm modelos mais em conta para quem deseja adquirir um drone sem desembolsar tanto dinheiro. Existem outras possibilidades no mercado, o importante é estar atento às reviews que são realizadas para cada produto e para as funcionalidades que cada um deles pode gerar para o consumidor.

FAQs - drones

📗 Qual é o melhor drone?

Dependendo do perfil e das necessidades e desejos do consumidor, alguns drones podem ser mais adequados. Isso porque existem aqueles modelos mais propícios para uso profissional, que custam mais e possuem mais funcionalidades, enquanto existem aparelhos mais baratos, com uma boa relação custo-benefício, mas que não apresentam tantos recursos. Por conta dessa variedade de escolhas e opções disponíveis no mercado, é necessário avaliar bem o que você deseja de um aparelho assim e quanto está disposto a gastar na compra.

📗 Drone é permitido?

No geral, o drone é permitido no Brasil. Existem algumas áreas, no entanto, que são proibidas para voo dos RPAS. São elas: áreas de segurança, infraestruturas críticas, aglomerações de pessoas e trajetórias usadas por aeronaves.

As infraestruturas críticas são aquelas que não podem interrompidas ou danificadas sob nenhuma hipótese, pois terão consequências sérias ao serem prejudicadas. Elas podem ser redes elétricas, usinas hidroelétricas, termoelétricas, nucleares, redes de abastecimento, barragens, redes de comunicação e de vigilância da navegação aérea.

Enquanto isso, as áreas de segurança são as refinarias, plataformas de exploração petrolífera, depósitos de combustível e estabelecimentos militares.

📗 Onde comprar drone?

No Brasil, atualmente, existem lojas específicas para a venda de drones de todas as marcas e modelos. Algumas lojas de eletrodomésticos ou de departamentos podem comercializar esses produtos.

No geral, eles podem ser encontrados nas lojas físicas ou mesmo virtuais. O importante é verificar as opções de pagamento, entrega e a qualidade do produto.

📗 Por que drone tem que ser homologado?

A homologação de drones deve acontecer por conta do funcionamento de alguns modelos via radiofrequência nos controles remotos ou no aparelho. Como as frequências são utilizadas também por satélites, essa relação pode causar interferência de sinais.

No Brasil, essa radiofrequência dos drones atinge até 2.4 GHz, o que faz com que esses aparelhos precisem ser homologados pela Anatel, os profissionais ou de uso recreativo. O objetivo disso é que outros serviços do Estado, como os satélites, não sejam prejudicados ou sofram com a interferência dos aparelhos. Para isso, os pré-requisitos estão explicados no site da Anatel. Além de verificar esses critérios, o usuário do drone precisa pagar uma taxa para realizar o processo de homologação, que faz com que algumas características e o modo de transmissão do aparelho sejam verificados.

📗 Como drone funciona?

O que chama mais atenção sobre os drones é o fato deles serem muito pequenos e leves enquanto conseguem atingir alturas significativas, desempenhando funções interessantes. Eles são feitos de fibra de carbono, plásticos e uma baixa porcentagem de metal. A fibra faz com que ele seja leve e resistente; o plástico, é utilizado em partes do aparelho que não são cruciais para sua resistência e o metal está nos parafusos, nos motores e na bateria.

Em geral, os modelos possuem quatro motores nas suas extremidades. Eles giram hélices que sustentam os aparelhos, mesma explicação do funcionamento dos helicópteros.

As baterias são muito pequenas e possuem autonomias que variam de 8 a 30 minutos. Isso acontece por questões de segurança, já que o drone não suportaria um peso muito significativo de metal na sua estrutura sem prejuízo à sua performance.

Basicamente, a maior parte dos produtos recebe as orientações e os comandos do seu piloto, que fica no solo. Essas transmissões chegam ao dispositivo via rádio por conta do controle remoto. Isso é a inteligência artificial da maioria dos drones, que também pode ser revertida em autonomia e controle de voo ou mesmo funcionamento e navegação por GPS.

📗 Como funciona a regulamentação dos drones?

O uso de drones é regulamentado por várias normas, pois existem perigos envolvidos no processo de uso do produto, que pode ferir pessoas ou destruir algumas áreas. Essas regras foram emitidas pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações e DECEA – Departamento de Controle de Espaços Aéreos.

A ANAC divide as aeronaves para fins experimentais, comerciais ou institucionais pelo peso, o que faz com que alguns dos drones do mercado precisem ser cadastrados no SISTANT (Sistema de aeronaves não tripuladas). Existem três classes diferentes.

Para pilotar um drone, o indivíduo responsável precisa ter 18 anos ou mais, cadastrar os equipamentos necessários, contratar um seguro de responsabilidade civil e obedecer a altura máxima de 120m de altura. Além disso, o usuário precisa manter uma distância de 30 metros em relação a casas, prédios, veículos, animais e pessoas e uma outra distância de 5km de distância de aeródromos.

A ANATEL, por sua vez, cuida da não interferência dos drones em outros objetos voadores. Enquanto, o DECEA regulamenta o espaço aéreo para cada usuário de drone, que deve possuir uma liberação de acordo com as regras.

Existem muitas exigências quanto a que lugar pode ser acessado pelo voo de um drone e, ainda, outras necessidades que regulamentam tudo isso.